O destino prioritário das contas inativas do FGTS é para pagamento de dívidas

A liberação de recursos de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tem por objetivo estimular a economia, seja pela via direta do consumo ou indiretamente, ao acelerar o processo de desalavancagem das famílias.

A expectativa do governo é que o total de recursos liberados até o final de junho chegue a cerca de R$43,1 bilhões, sendo R$3,26 bilhões no primeiro mês.

Para melhorar o entendimento de como essas medidas podem impactar a economia brasileira, a FGV/IBRE  fez um questionário, neste mês de março,  em que observa as intenções daqueles(as) que receberão algum recurso do FGTS inativo.

Foram consultados 2042 brasileiros entre os dias 02 e 22 de março. A pesquisa mostra que 93,1%1 dos respondentes nas sete principais capitais do país tinham conhecimento sobre a possibilidade de saque dos recursos de contas inativas. O desconhecimento parece estar associado à baixa escolaridade e/ou menor nível de renda. Do total de entrevistados, 28,8% possuem alguém na família com recursos a serem resgatados.

O destino prioritário para os recursos será a quitação de dívidas, apontado por 41,2% dos entrevistados com recursos a receber. A segunda destinação mais citada foi a poupança financeira (24%); a seguir, outras finalidades não especificadas (10,6%). Gastos com consumo representam 9,6% do total, sendo 5,5% direcionados para compras de bens e 4,1% para o lazer. O pagamento de impostos ficou entre as opções menos escolhidas (2,7%); 11,9% não sabiam como utilizarão os recursos.

Um exercício com dados da Sondagem do Consumidor mostra que a probabilidade de alocação dos recursos em poupança financeira aumenta em 15% para os consumidores que avaliam a situação financeira atual da família como boa. Analogamente, quando os consumidores avaliam a situação financeira familiar como normal ou ruim a probabilidade de alocação de recursos para quitação de dívidas aumenta em 20%.

Além da relevância da situação financeira individual, a destinação dos recursos está relacionada a outros fatores, dentre os quais se destaca o nível de renda familiar. Entre os consumidores com renda familiar até R$2.100, 60% destinarão os recursos para pagamento de dívidas enquanto apenas 3,0% planejam usar estes recursos para consumo de bens ou em lazer. Entre os consumidores com renda familiar mensal superior a R$9.600 mensais, a opção mais citada foi a poupança (43,6%), seguida pela quitação de dívidas (24,5%), Nessa faixa de renda, 9,2% planejam usar o recurso com consumo de bens e serviços (4,3% para consumo e 4,9% para lazer). O maior ímpeto para compra de bens duráveis (8,5% dos entrevistados) ocorreu na faixa de renda familiar entre R$ 2.100 e R$ 4.800 mensais.

De acordo com informações disponibilizadas pela Caixa Econômica Federal, 55% das pessoas com direito a sacar recursos de contas inativas do FGTS receberão um valor de até R$500,00, constituindo um total de R$3 bilhões, apenas 7% do total. No extremo oposto, 2,2% do total de beneficiários receberão R$10.000,00 ou mais, correspondendo a de R$15,5 bilhões de reais, ou cerca de 36% do total.

Os dados desta consulta especial sugerem que, dos recursos do FGTS, cerca de R$ 17,7 bilhões devem contribuir para a solvência das famílias, R$ 13,1 bilhões devem ser poupados, R$ 3,9 bilhões se destinarão a outras finalidades, R$ 2,1 bilhões para o consumo de bens R$ 1,6 bilhão será destinado ao lazer, mas apenas R$ 1,2 bilhão deverá retornar aos cofres públicos como pagamento de impostos. Cerca de R$ 3,6 bilhões de recursos ainda não possuem destino definido.

O que a sondagem do IBRE/FGV nos sugere é uma transferência de renda das contas do FGTS, dos(as) trabalhadores(as), para, em sua maioria, ao capital financeiro; por sua vez, este tenderá aplicar nos juros da dívida pública por conta da alta taxa de juro (SELIC) ou então, em algumas excepcionalidades, disponibilizar à sociedade para financiamento do consumo ou o investimento.


Leia o quesito especial FGTS completo aqui
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s