Brasileiros(as) continuam com muito medo do Desemprego

Os(As) brasileiros(as) continuam com muito medo de serem afetados pelo desemprego e com baixa satisfação com a vida. O índice de medo do desemprego subiu 1,8 ponto entre março e julho de 2017, conforme pesquisa realizada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) quarto maior valor da série histórica, iniciada em 1999.

O índice de satisfação com a vida aumentou 0,3 ponto em relação a março de 2017, mas permanece como um dos menores valores da série.

A alta mais expressiva do medo do desemprego se verificou na região Norte/Centro-oeste, onde o indicador passou de 57,3 pontos em março para 66,9 pontos em julho, uma alta de 9,7 pontos.

A região também é a única no país em que o medo do desemprego em julho de 2017 é maior que o verificado em junho de 2016.

No mesmo período, o índice caiu 4,4 pontos no Nordeste, embora essa ainda seja a região com o maior medo do desemprego no país, com 68,3 pontos.

A satisfação com a vida vem aumentando mais na região Sul, onde se verifica crescimento de 2,4% em relação a março de 2017 e de 3,0% em relação a junho de 2016. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a única região que apresenta queda na satisfação com a vida é a região Nordeste.

Período da coleta de informações dessa edição:
13 a 16 de julho de 2017.
Perfil da amostra: 2000 entrevistas em 125 municípios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s